segunda-feira, 9 de março de 2009

Fwd: As falsificações no Brasil

Josias Alves da Silva
 
MOBILOJAS - Moveis, Equiptos e Acessorios Comerciais
(11) 3395-6733 / 3395-6735



De: Alamar Régis Carvalho
Para: Josias Alves
Assunto: As falsificações no Brasil

Josias: A falsificação continua a todo vapor no Brasil e é preciso que todos lutemos contra ela, sem medo, com raça e determinação.

A TV de alta definição não é fracasso

 

Correm pela internet muitos e-mails, colocando a implantação do HDTV, a TV de alta definição, como um fracasso no Brasil.

Mas não é verdade. O HDTV não é fracasso nenhum, é uma beleza, é uma maravilha, funciona bem, é algo bom de se ver e está se tornando cada vez melhor, sendo ajustada dia-a-dia. Estou falando em qualidade tecnológica, não necessariamente a conteúdo de programação.

O que aconteceu é que muitos espertalhões quiseram se aproveitar do momento para extorquir a população, em São Paulo, onde ela foi lançada primeiro, em dezembro de 2007, cobrando valores absurdos pelos equipamentos conversores, chamados "set  top box". Lojistas chegaram a fazer lobbys, na região da Santa Ifigênia em São Paulo, que é o maior centro de eletrônica do País, para que equipamentos não fossem vendidos a menos de 800 reais. A ordem era meter a mão mesmo.

Felizmente o povo paulistano não foi bobo e deu uma boa resposta, num modelo que todo brasileiro deve copiar. Boicotou, pra valer, não se deixou levar pela empolgação e sair comprando, comprando e comprando. Os espertalhões quebraram a cara, ficaram sem saber onde enfiar os seus estoques, insistiram em não baixar os preços e o povo insistiu em não comprar. Que bom seria se o brasileiro fizesse assim sempre.

No começo foi mesmo um fracasso, porque o número de pessoas que adquiriram a novidade, por conta disto, foi muito aquém do que esperava o governo e as emissoras de televisão.

Acontece que agora a coisa se normalizou, depois de um ano. O conversor barateou, existem várias opções em preços bem mais acessíveis, e muita gente já está comprando.

Tem um detalhe: Não foi implantado ainda o tal GINGA, que é o sistema que proporciona a interatividade do sistema, aquela idéia que permite ao telespectador votar, dar opinião, comprar e participar do programa, ao vivo, quando ele está sendo apresentado. Mas é questão de tempo. Eu não entendo o porquê disto estar demorando tanto assim, já que funciona bem em outros países, mas daí a considerar como fracasso, não tem sentido.

O HDTV vale a pena, sim, e eu recomendo aos meus amigos, caso queiram melhorar a televisão da sua casa e possuem condições para isto, que adquiram os equipamentos.

Apenas coloco, em nível de sugestão, a aqueles que me perguntam sempre sobre qual tipo de televisor devem adquirir: Se você puder comprar um FULL HD, aquele que tem resolução de 1920x1080 é bem melhor. Custa um pouco mais, sim, mas, a partir do momento que você ver um filme ou uma produção qualquer feita em BLUE RAY, que é o novo modelo de DVD, você vai saber porque estou indicando isto. O Blue Ray ainda está um pouco caro, mas a tendência é também baixar os preços e todo mundo vai ter em casa, do mesmo jeito que mudaram do velho VHS para os DVDs que todos nós conhecemos.

Vale lembrar, também, que o seu velho televisor nunca será um HDTV, com a simples compra de um set top box, como quis fazer crer o governo, no início. Ele apenas terá uma melhora de imagem e nada mais. Para ser HDTV tem que ser um televisor, destes modernos, que já foram fabricados para isto, com alta resolução.

 

Cuidado com as propostas de celulares 3G - Tem operadoras aí, fazendo uma propaganda enorme da tecnologia 3G que, de fato, é uma beleza. Mas no exterior. Aqui ainda não está funcionando bem em todos os lugares, como eles querem que o povo entenda. Em pouquíssimas regiões o 3G está funcionando, mas pouquíssimas mesmo. Em São Paulo, capital, que é o principal ponto do Brasil, ele não funciona bem em todas as localidades, imagine nas outras cidades, principalmente do interior. Só que as operadoras omitem isto, os vendedores das lojas parecem um monte de analfabetos que nada sabem sobre o assunto e só querem vender, vender e vender. Você é que se dane.
Todo cuidado é pouco.

Cuidado com os contratos de FIDELIDADE - As companhias que adotam esse tipo de arapuca, nada mais querem do que PRENDER você a elas, como se dissessem: "Se aparecer uma companhia concorrente, oferecendo produto melhor e mais barato que o meu, você não poderá sair, sob pena de pagar multa". Não vá na onda das tais "vantagens" que oferece, porque não são vantagens coisa nenhuma, são apenas artifícios para empolgar pessoas desinformadas a caírem nas suas lábias.

 

As falsificações no Brasil

 

Josias:

 

 Se cada um de nós fizermos a nossa parte, este país toma vergonha na cara. Se ficarmos achando que somos apenas uma gota dágua no oceano ou uma voz que clama do deserto, tudo vai continuar como está e o futuro do Brasil será o pior possível.        

 

Mais uma vez a nossa imprensa mostra, em rede nacional, um lamentável flagrante de falsificação de gasolina.

Agora vejam os detalhes:

Em São Paulo, houve uma denúncia anônima, a imprensa, juntamente com autoridades da área, se preparou com câmeras escondidas, filmaram com antecedência o local onde ficavam os tanques com os solventes que eram misturados na gasolina, filmaram caminhões entrando no local, de madrugada, a fim de promoverem a mistura, filmaram o dono do posto chegando, em seu carro, ao local da falsificação, filmaram os caminhões com gasolina adulterada abastecendo o posto... enfim, documentaram tudo e não deixaram a menor dúvida de que aquilo era uma verdade.

Pronto. Ao entrevistarem o dono do posto, no dia seguinte, ele negou tudo, como é comum no Brasil para todo bandido, principalmente da classe política, onde diariamente encontramos notícias do tipo:

         - "O deputado Fulano negou as acusações que lhe foram feitas".

         - "O advogado do senador Cicrano negou todas as acusações que foram feitas contra ele".

Todo o mundo, na cidade e estado de origem do político, sabe que o sem vergonha é praticante descarado da corrupção, está riquíssimo, é dono de tudo quanto é coisa que existe na cidade e no estado, mulher com carrão importado, filho adolescente com outro carrão, filha com outro carrão, mansão e esnobação total, mas sempre nega qualquer acusação contra ele.

Mas voltemos o foco para a questão da falsificação do combustível.

A partir do momento em que a imprensa, junto com autoridades, pela documentação filmada e comprovada, lavrou o flagrante, indiscutível e inquestionável, o que nós, brasileiros, podemos esperar?

Que aquele empresário, caracterizado como bandido, vá para a cadeia, que fique na cadeia e que o fato sirva de exemplo para que outros não voltem a fazer a mesma coisa, porque de fato, dá cadeia, já que este é um País sério?

Nada disto! Podemos tirar o nosso cavalinho da chuva porque não é o que acontece.

Já se sabe que o falsificador, absolutamente tranqüilo, vai contratar um advogado que, certamente, vai negar tudo, mesmo diante das evidências, vai procurar as chamadas "brechas da lei", e ainda vai mover ação por danos morais contra o seu cliente, alegando nos autos do processo que ele está sendo vítima de perseguição.

É ou não é assim, no Brasil, meu caro leitor???

Será que o Alamar está exagerando neste artigo?

Eu tenho leitores no Brasil inteiro, do Amazonas ao Rio Grande do Sul, e desafio alguém a apontar um empresário falsificador de combustíveis ou de medicamentos que, de fato, esteja na cadeia, há mais de um ano. Se for preso, em raros casos, não passa um mês e é logo solto, pelo hábeas corpus lavrado por algum juiz muito generoso com quem tem dinheiro.

Quando aparece uma autoridade que resolve endurecer um pouco e determina que o posto seja lacrado, com certeza não se passam 15 dias ou um mês e o posto está aberto novamente, com o empresário sentado lá, com um sorriso bem escancarado, debochando da população, como se dissesse:

- "Eu não estou nem aí, comigo não pega nada, porque eu tenho os meus macetes".

Faço a mesma pergunta que fiz no parágrafo anterior: O Alamar está exagerando?

É que, certamente, ele, ou seu advogado, ligou para algum deputado, ou vereador, que ajudou no famigerado fundo de campanha, nas eleições anteriores, e bastou um telefonemazinho para que "pegassem leve com ele".

Se a autoridade que está "criando caso" com ele é da esfera municipal, um secretário municipal qualquer, por exemplo, e resolve dizer não, para o pedido do vereador amigo, sabe o que vai acontecer?

O vereador vai se juntar ao outros vereadores, que certamente fazem a mesma coisa, e pedirão a cabeça dele para o prefeito.

Se for uma autoridade da esfera estadual, o deputado intercessor, com certeza fará o mesmo e, junto com outros, pedirão a cabeça do "criador de caso" para o governador.

E assim a coisa acontece, em todos os níveis, também no Federal, onde deputados federais e senadores, com suas bancadas de "apoio", pedem a cabeça do Ministro, do presidente de autarquia, etc...

Entenderam porque os bancos, as telefônicas, operadoras de cartões de crédito e financeiras fazem o que querem no Brasil? As companhias telefônicas são campeãs de reclamações no inútil Procon. Por que nada acontece contra nenhuma delas?

No caso citado, da falsificação de combustíveis, o canalha deixa passar uns três, quatro ou seis meses e volta a fazer exatamente a mesma coisa, a partir do momento que todo mundo esqueceu.

É por isto que o Brasil inteiro convive, sem parar, com todo tipo de falsificação.

Quem não se lembra quando a mesma imprensa denunciou a falsificação de medicamentos?

É um crime HEDIONDO, traiçoeiro, frio e extremamente cruel. A pessoa que precisa, por exemplo, de um remédio para controlar a sua pressão, ou uma sinvastatina, por exemplo, para controlar o seu colesterol, de repente compra um remédio falsificado, que não faz efeito, inesperadamente torna-se vítima de um AVC ou um infarto e morre.

Foi assassinada pela indústria da falsificação de medicamentos, e não acontece nada com os responsáveis, ou irresponsáveis.

Agora eu pergunto:

Você sabe notícia de algum falsificador de medicamento que esteja na cadeia no Brasil?

Vários foram identificados, quando a TV mostrou a denúncia, as câmeras registraram, o Fantástico mostrou e o Jornal Nacional também.

E preste bem atenção no que vou lhe dizer agora:

A falsificação de medicamentos continua, já que a coisa esfriou, ninguém falou mais nada, ninguém foi preso, e diversos são os medicamentos com fórmulas adulteradas que temos aí, à venda nas farmácias. Os médicos sabem disto, mas não podem dizer nada, coitados, senão eles também serão vítimas de uma máfia extremamente sem vergonha.

Cuidado com o que você compra, principalmente esses remédios baratinhos demais, com 80% de desconto que as farmácias estão "dando". Converse com o seu médico e procure saber o que ele diz a respeito do laboratório do remédio que você está tomando.

Vivemos num país que, pela falta de vergonha na cara, só vemos as autoridades endurecerem em cima do cidadão de bem, colocando blitz policiais nas ruas para prenderem carros de quem não pagou a bi-tributação, chamada IPVA, enquanto se queixa da falta de homens para policiarem os redutos de tráfico de drogas e os verdadeiros bandidos.

A "justiça" sempre é eficientíssima quando é para prender o homem que não pode pagar a pensão alimentícia, o que não pode honrar um cheque pré-datado ou o que é considerado "infiel depositário", estas coisas que dão cadeia no Brasil. Repararam o quanto ela é eficiente, nesses casos? Do mesmo jeito que a polícia, para prender o pobre que roubou 250 gramas de margarina no supermercado.

E o povo brasileiro, besta por natureza, continua querendo manter o seu rótulo de "bonzinho", "pacífico" e "tranqüilo" não faz absolutamente nada.

Aqui pela internet não encontramos, ou raramente encontramos, campanhas conclamando a população contra isto. No entanto, dezenas e centenas de e-mails chegam às nossas caixas postais todos os dias, protestando contra o "Big Brother" que, apesar de ser um programa besta e bobo, é apenas um programa de televisão e mais nada. Como é que pode alguém se preocupar tanto com o "Big Brother" diante de tanta safadeza, tanta sujeira, tanta canalhice, corrupção e jogatinas políticas que existem no Brasil, que de fato prejudicam a população e até matam pessoas, como é o caso da falsificação de medicamentos? 

Falar nisto, você já reparou também, naqueles noticiários que dão conta de algumas delegacias ou penitenciárias que, de vez em quando, soltam um montão de presos por causa da superlotação?

Pois bem: Em todos os casos, nunca soltam pessoas que foram presas por crimes menores, como o roubo da margarina e outros, mas sempre elementos perigosos, assassinos, traficantes e gente muito ruim. Num dessas solturas, deram liberdade a um bandido que estuprou, assassinou e queimou o corpo da vítima!!!!!!!

Por incrível que pareça, isto é verdade!!! É assim que a coisa funciona no Brasil.

Mas que país sem vergonha este nosso!

Foi por isto que lancei aquela idéia da criação do Partido da Vergonha na Cara, que muita gente está achando interessante. Não se trata de partido que tenha dono, xerife ou cacique, ou iniciativa de alguém que queira, também, entrar na mamata, é apenas uma idéia. Se você não conhece ainda, dê uma entrada lá no site que é:

www.partidovergonhanacara.com

Temos que ficar de olho nas autoridades, cobrar e pressioná-las nesta questão da falsificação. Vamos todo mundo telefonar, passar e-mail para a autoridade e perguntar por que o Posto XYZ, que fora fechado por falsificação, abriu novamente? Quem autorizou a abertura e que providências foram tomadas em relação ao falsificador?

Se o povo começar a pressionar, pra valer, com garra, com persistência a ponto de encher o saco da autoridade e sem medo, com certeza a ação daquele vereadorzinho ou deputadozinho safado, ficará mais difícil.

Atenção radialistas do Brasil: Vamos entrar nesta de cobrar e pressionar, usemos os microfones das emissoras pra botar a boca no mundo...

Coitado dos radialistas, infelizmente a maioria das emissoras de rádios pertence a políticos e o pobre termina perdendo o emprego.

Então vamos nós, à luta! Usemos a internet que está se tornando cada vez mais poderosa.

Você pode, sim, você tem força, não fique aí achando que a sua iniciativa é uma simples gota dágua no oceano, porque de gota em gota a gente forma um volume poderoso.

Por um Brasil decente, por um país que tem tudo para ser um modelo para o mundo.

 

Para a sua apreciação

 

 

                                            Alamar Régis Carvalho

                                                     Analista de Sistemas e Escritor

  alamar@redevisao.net --- www.partidovergonhanacra.com --- www.redevisao.net  --- www.alamar.biz  

                                                    ORKUT "alamarregis"

 

Conheça a DINASTIA - É uma proposta fantástica. Mas somente para pessoas racionais, não preconceituosas e que tem a inteligência e o bom senso de analisar as coisas, profundamente, antes de tirar conclusões.

Alamar Régis Carvalho - Analista de Sistemas, Escritor e Ator - E-mail: alamar@redevisao.net  orkut: "alamarregis"  www.redevisao.net, www.partidovergonhanacara.com e www.alamar.biz 

ATENÇÃO: Se você está recebendo este e-mail, sem querer receber, por favor diga, que eu retiro imediatamente o seu endereço do meu banco de dados, já que não tenho o menor interesse em fazer spam e nem mandar mensagens para quem não conheço.

Postar um comentário

Arquivo do blog

Loading...

Envie sugestões, reclamações ou elogios

Loading...

Tradutor on line

Amigos!!!

Podemos fazer a diferença que pode melhorar o mundo.
Amigos são perolas raras que devem ser
guardadas no cofre de nosso coração. Amigo é coisa séria e devemos
aceita-los e ama-los como são. Nem sempre posso estar com um amigo como
gostaria, ou seja de corpo presente, mas meu pensamento e coração estão sempre
junto de cada um.

By: Eliete A. S. Bezerra.
Eliestrel@.



Membros do blog

Colaboradores

National Geographic Photos

Google Mini Search

ELIESTRELA E AMIGOS